Combo Espiritualidade

0 Opiniões

Não disponível

Enviar
Avise-me quando estiver disponível
Sinopse

Vivemos, hoje, numa sociedade caracterizada, sobretudo, por ter um estilo de vida centrado no consumo exacerbado que é fundamental para a lógica produtivista do capitalismo. Para manter esse estilo de vida, o capitalismo necessita alimentar nas pessoas uma espiritualidade que possibilite a elas uma entrega incondicional a esse estilo de vida. Renato de Lima da Costa neste livro enfrenta o desafio de examinar em profundidade essa espiritualidade em diálogo com Gilles Lipovetsky que, em sua obra, A felicidade paradoxal, investiga em profundidade os mecanismos do hiperconsumo e as artimanhas da espiritualidade do consumo. Além disso, o autor dá um passo além ao problematizar aquilo que ele denomina de consumo da espiritualidade, uma dinâmica frenética de consumidores que procuram, nas diferentes espiritualidades disponíveis no mercado, extravasar a sua ânsia de felicidade orientada pelo consumo. O livro que temos em mãos é uma obra original porque examina, em detalhes, como o capitalismo, prescindindo da religião para se auto-justificar nos tempos modernos, constrói, no entanto, uma espiritualidade para manter acesa a lógica do consumo exacerbado. É também uma obra relevante que nos permite descobrir como estamos envolvidos nessa lógica consumista pautada pela espiritualidade do consumo e como se pode reagir a ela.

 

Wagner Lopes Sanchez

Doutor em Ciências Sociais e professor no Programa de Estudos

Pós-Graduados em Ciência da Religião da PUC-SP.


Esse livro é um convite a caminhar por caminhos que, talvez, não estejamos acostumados a percorrer. A intenção aqui passa longe da imposição de uma ideia, da defesa de um argumento, do cumprimento de alguma agenda ou da propaganda de um produto. O que move esse convite é o sentimento de solidariedade, de compaixão e compreensão da condição humana, a partir de quem vive, sofre, continua caminhando, e não consegue fazer isso calado sem tentar, de alguma forma, ajudar seus companheiros de jornada. Outra motivação é a gana pela transformação de si mesmo e do contexto que nos cerca em busca de algo melhor e mais pleno. Um tipo de transformação que promove o ser humano em direção à sua natureza como alguém radicado na concretude e transcendido pelo divino. Assim, o tema da espiritualidade surge como o condutor, sendo definido como algo que extrapola o reducionismo religioso cristão, adentrando a esfera daquilo que é próprio à energia vital humana. Por isso, a espiritualidade está em todos os seres humanos que buscam o sentido da vida e buscam transcender sua realidade. Por isso, nada foge à espiritualidade, nem mesmo o ateísmo declarado. Por isso, também, ela se faz representar por tudo de bom e de ruim que a vida humana apresenta, seus prazeres e suas tragédias. Viver a espiritualidade é, portanto, abraçar a condição humana em sua plenitude, aprendendo a gozá-la.                   Marcos Orison (Do epílogo do livro)

 


Nas páginas deste livro, a teologia tem sabor, saber, cores e a inspiração do Espírito, seja na densidade das visões teológicas apresentadas, seja pelas poesias que ambientam cada linha. A graça de termos o livro de Roberto Zwetsch em nossas mãos é que ele nos faz reviver diversas trajetórias teológicas e compromissos sociais, pastorais e políticos, dele e tanta gente que deu e tem dado suas vidas como oferecimento gratuito ao dom da vida. As reflexões que ele apresenta nos fazem mergulhar em águas muito cristalinas de tradições teológicas plurais e todas muito densas. Roberto é um teólogo de muitos caminhos e fronteiras. O que o autor faz pode ser chamada de teologia espiritual que, ao mesmo tempo, é uma expressão densa e viva de uma espiritualidade teológica. O livro apresenta passos muito significativos e relevantes para a realidade com a qual nos deparamos hoje. Trata, com maestria, da relação sempre desafiadora entre espiritualidade e antropologia, da possibilidade de se experimentar Deus por intermédio da arte e da poesia, dos caminhos entre espiritualidade, mística e literatura, da educação para a paz inspirada em uma espiritualidade da graça e a dimensão espiritual do seguimento de Jesus no chão da vida. Tudo isso em diálogo profundo e fecundo com variadas fontes teológicas e poéticas. Nas páginas deste livro, encontramos um tipo de teologia que considero importantíssimo para visualizarmos processos de renovação e de florescimento de novos caminhos teológicos.
Claudio de Oliveira Ribeiro


Espiritualidade é uma dimensão humana de busca de sentido e de conexão. Espiritualidade em Caixa é uma forma de exercitá-la individualmente ou em grupos. Em 50 cartas, você encontrará perguntas, proposições e exercícios com foco na atenção, na auto reflexão, na regulação emocional e na conexão consigo, com o outro, com o mundo e com o transcendente.

Avaliações

Deixe seu comentário e sua avaliação







- Máximo de 512 caracteres.

Clique para Avaliar


  • Avaliação:
Enviar
Faça seu login e comente.
Sobre o autor

Produtos visitados